Os ramos do cooperativismo

O modelo cooperativo tem sido usado para viabilizar negócios em vários campos de atuação. Para efeito de organização do Sistema Cooperativo elas estão organizadas por ramos conforme a área em que atuam.

O objetivo principal dessa classificação é facilitar a organização vertical das cooperativas em federações, confederações e centrais, tanto para sua organização política, como para viabilizar economia de escala e assim adquirir uma competitividade no mercado.

São os seguintes os ramos em que se classificam as cooperativas brasileiras, segundo a Organização das Cooperativas Brasileiras – OCB:

Agropecuário: constituído por cooperativas cujos associados desenvolvem qualquer cultura ou criação rural. É o segmento com maior número de cooperativas.

Consumo: constituído por cooperativas de abastecimento cujas atividades a consistem em forma estoques de bens de consumo (alimentos, roupas, medicamentos e outros artigos) para distribuição ao seu quadro social, em condições mais vantajosas de preço.

Crédito: constituído por cooperativas que reúnem poupanças de seus cooperados para benefício destes, realizando empréstimos aos mesmos a juros mais baixos que os praticados pelos bancos comerciais. Podem ser de crédito rural, quando atuam no setor agropecuário; e de crédito urbano, quando funcionam como crédito mútuo dentro de empresa ou de categorias profissionais.

Educacional: congrega empreendimentos cooperativos que têm como objetivo a educação nas escolas, a fundação de estabelecimentos de ensino ou sua manutenção. Normalmente, seu quadro social é formado de professores e pais de alunos, neste caso, também denominadas de cooperativa escola; quando formadas apenas por alunos, são denominadas de cooperativa escolar.

 

Especial: composto por cooperativas constituídas por pessoas portadores de necessidades especiais, ou que precisam ser tuteladas, ou que se encontram em situação de desvantagem nos termos da lei 9.867, de 10 de novembro de 1999.

Habitacional: constituído por cooperativas que visam proporcionar a seus cooperados a aquisição de moradia, abrangendo atividades de construção, manutenção e administração de conjuntos habitacionais.

Mineração: ou mineral, é constituído por cooperativas que abrigam atividades de garimpo, específicas de mineração (extração, manufatura e comercialização), permitindo a seus associados uma alternativa de trabalho autônomo.

Produção: constituído por cooperativas em que os meios de produção, explorados pelos associados, pertencem à cooperativa. Os cooperados são o seu quadro social, funcional, técnico e diretivo.

Infra-estrutura ou serviço: constituído por cooperativas que se limitam a prestar serviços direta e exclusivamente ao seu quadro social (eletrificação rural, telefonia rural etc). O associado é o único usuário desse serviço.

Trabalho: constituído por cooperativas cujo quadro social é formado por diversos tipos de profissionais que prestam serviços a terceiros. É o segmento que mais cresce atualmente.

Saúde: constituído por cooperativas de médicos, odontólogos, psicólogos e atividades afins, que prestam atendimento à população, a preços mais acessíveis que os oferecidos pela iniciativa privada, podendo também ser formadas por usuários desses serviços.

Turismo e Lazer: constituído por cooperativas que atuam no setor de turismo e lazer. É o mais novo segmento criado.

NÚMEROS DO COOPERATIVISMO
POR RAMO DE ATIVIDADE (31/12/2007)
Ramo de Atividade Cooperativas
Agropecuário 1.544
Consumo 141
Crédito 1.148
Educacional 337
Especial 12
Habitacional 381
Infra-estrutura 147
Mineral 40
Produção 208
Saúde 919
Trabalho 1.826
Transporte 945
Turismo e Lazer 24
TOTAL 7.672

Fonte: Unidades Estaduais e OCB Nacional
Elaboração: OCB/GEMERC

Cooperativa Energética Cocal
Av. Dr. Polydoro Santiago, nº 555 - Centro
Cocal do Sul - SC - CEP: 88845-000
Fone: (48) 3447-7000